O evento foi batizado de Phaeton Hellas 2004 – Phaethon, filho de Hélio - o Sol, Hellas, Grécia. Nada mais adequado para uma competição que reúne carros solares feitos à mão por jovens cientistas do mundo inteiro.

O Sol, que acende a tocha olímpica é a mesma fonte de energia que move os veículos em Atenas, sede das Olimpíadas 2004, passando por Olímpia, cidade onde os jogos da antiguidade começaram, e seguindo pelo litoral grego.

Em terras gregas estão juntos dois conceitos fundamentais: a tecnologia a serviço da preservação da natureza e o ideal olímpico, uma filosofia secular de busca da superação individual, integração dos povos, educação através dos esportes.

O evento Phaethon Hellas 2004 é uma iniciativa da Cultural Olympiad – Hellenic Ministry of Culture (www.cultural-olympiad.gr), que pretende incentivar a preservação do meio ambiente e dos monumentos históricos, além de motivar as discussões sobre fontes alternativas de energia, como a energia solar e novos modelos de desenvolvimento.

Os organizadores esperam que o evento aconteça de quatro em quatro anos, junto com as Olimpíadas, e a competição envolve provas em um circuito fechado e um Rrali, que partirá de Olímpia – berço dos Jogos - e terminar na cidade que estará abrigando as Olimpíadas. Novas categorias de veículos serão criadas para serem compatíveis com as distâncias.